Home destaque Ex morador de Santo Agostinho, Yuri Hesmidolfe é condenado a 60 anos e 4 meses de prisão.

Ex morador de Santo Agostinho, Yuri Hesmidolfe é condenado a 60 anos e 4 meses de prisão.

0
Ex morador de Santo Agostinho, Yuri Hesmidolfe  é condenado a 60 anos e 4 meses de prisão.

Aconteceu na última segunda-feira (26/08/2019) no Fórum da Comarca de Mantena o júri popular de Yuri Hesmidolfe Seif Eddine, ele é ex morador de Santo Agostinho, distrito de Água Doce do Norte, onde residiu com a ex esposa e duas filhas.

Yuri foi julgado e condenado pelos homicídios de Edmar Santos Paula (Mázio Eletricista) e de Miriam Sabino, cunhada de Mázio. Eles morreram após um grave acidente ocorrido no dia 22 de abril de 2018.

O acidente aconteceu na saída de Mantena sentido a Governador Valadares na BR-381 próximo ao (Lagoas Bar). Na ocasião Yuri havia roubado uma camionete Ranger em Mantena – MG, de propriedade do Senhor Edinho da Contabilidade que no momento era conduzido por sua esposa Gislaine que ainda estava acompanhado do seu filho no Bairro Vila Nova. Yuri anunciou o assalto a mão armada e logo em seguida fugiu sentido a Governador Valadares, ao entrar em uma estrada de terra que da acesso ao distrito de Ariranha ele colidiu com um veículo Golf que era conduzido por Mázio que retornava para casa com sua família após um dia de lazer na casa de parentes, junto com Mázio Também estavam no veículo Marta Sabino Rodrigues (Martinha do Salão), esposa de Mázio e irmã de Miriam. Ela e duas crianças foram socorrida até o Pronto Socorro e conseguiram escapar com vida desse trágico acidente. Os ferimentos de Martinha não permitiram a ela se despedir do marido e da irmã no dia do sepultamento.

Durante o período em que esteve preso no presídio de Mantena, Yuri tentou duas fugas sem sucesso, ele já havia acumulado outras passagens na prisão devido ao envolvimento em outros crimes.

Durante o julgamento, familiares das vítimas compareceram ao júri vestido com camisas estampando fotos de Mázio e Miriam, e o pedido por justiça era óbvio no rosto de cada membro da família que se fazia presente no recinto.

No fim, a sentença foi pronunciada e Yuri foi condenado a 60 anos e 4 meses de prisão pelos seguintes crimes: 2 homicídios qualificados, 3 tentativas de homicídios qualificados e 1 roubo qualificado.

Os familiares das vítimas saíram aliviados com a decisão da justiça, mas a dor da saudade pela ausência de Mázio e Miriam serão eternas.

 

Fonte: Com informações do site Mantena News

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here